Aldemir Martins e o Minimuseu Firmeza

É também uma forma de convidar o público a um passeio pelo espaço do museu-casa, sobretudo na biblioteca de Estrigas, lugar onde passava parte do seu tempo lendo ou escrevendo, principalmente as cartas que enviava aos amigos, como o fez tantas vezes a Aldemir Martins. Permeado de memórias afetivas que simbolizam e ao mesmo tempo  materializam uma grande relação de amizade, assim é o acervo de Aldemir Martins que faz parte do patrimônio artístico e cultural do Minimuseu Firmeza.

Este projeto é fomentado com recursos da Lei 14.017/2020 - Lei Aldir Blanc, por meio da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza; Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo - Pátria Amada Brasil, Governo Federal.